Fábio Fetter

 

fabio4_blog

Fábio Fetter (na foto de quimono escuro) é outro dos três faixas pretas da minha Academia. Sendo o guerreiro por excelência, dedicado em toda a linha à sua condição fisica e à sua saúde, Fábio é talvez o mais “científico” dos três. Aliando treinos especificos a uma determinação admirável, este natural de Porto Alegre no Rio Grande do Sul é um bom exemplo do que é o “Jiu-Jitsu life style” e da máxima de Nicolas Gregoriades: Jiu-Jitsu não é algo que tu praticas, Jiu-Jitsu é algo que tu és.

Tal como o Canudo, a sua prestação no Europeu de Lisboa foi sensacional, tendo dividido o pódio com o colega, na categoria Meio-Pesado, Preta Master.

Aqui fica o questionário que lhe fiz.

 Idade e local de nascimento?
 
Nasci em Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul, Brasil a 8 de setembro de 1977, portanto, 31 anos.

Com que idade começaste a praticar JJ? Quem te levou ou como conheceste a arte?

Comecei em Setembro 1996, então eu tinha feito 19 anos. Quem me levou foi um amigo, o Newton. Ele esteve aqui em Portugal em Novembro. Me motivei pois treinava kungfu deste os 13 anos, e o Newton me desafiou pra uma lutinha de amigos. Lembro como se fosse ontem a surra que ele me deu na sala da casa da minha Avó. Tinha que aprender aquilo, ele com 6 meses de Jiu-Jitsudesmanchou minha “larga” experiencia.

Quantos anos até chegares na preta?
 
11 anos.

Ainda te lembras o que sentiste quando puseste a cobra negra na cintura pela primeira vez?

 Quando ganhei a faixa achei que não era hora. Achei que finalmente estava me tornando um faixa marrom bom, e aquela promoção fazia de um marrom bom num preta fraco. Mas sempre disse quando me perguntavam quando eu teria a faixa preta: “- Isso não é decisão minha.” Mesmo quando eu treinava sem nenhum preta por perto eu dizia isso. Nunca iria pedir uma faixa a alguém e se fosse necessário ficaria na marrom para sempre. Recebi várias propostas de faixa, as quais rejeitei. Mas desafio é isso mesmo, e tenho treinado não pensando em competição, mas pensando em honrar a faixa que recebi e por consequência honrar aqueles que me graduaram.

Alguma luta memorável? Derrota que nunca esquecerás? 

 As lutas que faço questão de não apagar foram as duas de Vale Tudo que fiz em 1998. Era faixa branca e fui lutar para substituir um amigo que morreu um mês antes. Aceitei por ser por ele, mas foi o melhor que pude fazer pelo meu Jiu Jitsu. Depois de entrar num ringue onde tudo pode acontecer, e aquele Vale Tudo valia mesmo tudo, fiquei muito mais tranquilo para lutar Jiu Jitsu. Alias foi o primeiro campeonato que ganhei. Depois desse, tudo ficou mais fácil. Acho que nunca vou esquecer nenhuma derrota.

Algum lutador que admires muito?   

Admiro muito os lutadores que conseguem não parecer lutadores. Pessoas que são seres normais, mas que no tatame são bons. Pais de família, trabalhadores ou mesmo “apenas” lutadores, mas que tem a consiencia que a Jiu Jitsu é uma parte da vida e não o oposto. Mas para resumir pra dar nome aos bois, gosto de todos os lutadores que treinam lá no Dramático. Pois esses são os que me fazem melhorar. E quando eu falo todos, me refiro desde o Miguelzinho até o Sr. Martins, e das miúdas faixa branca ao Canudo e o Vita.  Sou fã de todos estes.

Que conselho darias a um faixa branca de 3 riscas?   

Os conselhos seriam: não existe momento perfeito, nem local perfeito, nem condições perfeitas de treino nunca. Então não se preocupa com como as coisas deveriam ser, e sim tira proveito de como as coisas são. O melhor dia pra treinar é hoje. Depois é: se até um idiota como eu chegou a faixa-preta, qualquer um pode chegar lá. A questão é que a larga maioria desiste no caminho, e muitos desistem por não ter em conta o primeiro conselho. Quem quer arranja um meio, quem não quer arranja uma desculpa. E não importa se tu se acha bom ou ruim, pois de qualquer das formas vais estar sempre certo.

Anúncios
por Zack

2 comentários a “Fábio Fetter

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s