Horizontes

Há dias em que nos apetece tudo menos ir treinar. Estamos cansados do trabalho, dá bola na televisão, não encontramos as calças do quimono, enfim mil e duas coisinhas que nos sussuram: Não vás… Hoje fica em casa… O sofá está mesmo a precisar de te massajar as costas…

Mas depois a imagem do Vita sussura no outro ouvido: Oh pangaré! Tá dando moleza? Faz de calção, de cueca, de fato de banho não quero saber… VEM TREINAR!

Sacudimos a cabeça e as vozes. Encontramos o quimono debaixo da pilha de roupa que está no quarto e vamos para a Academia. A mim, pessoalmente, nesses dias as rolas nunca me correm bem. Levo de todos.

A motivação é um catalizador importantíssimo na nossa performance no fim da aula. Mas o mais importante ficou lá, as técnicas novas, a condição física… as derrotas e acima de tudo a disciplina de IR.

É que o caminho é longo, não no sentido de uma Rota da Seda, mais no sentido de uma circunanvegação… sempre a direito e com sorte nunca pararás e nunca passarás duas vezes na mesma corrente. Pois a faixa preta não é o ponto B de uma recta, nem uma solução deus ex machina… a preta é apenas o dobrar de um horizonte, com outro horizonte logo ali

Anúncios
por Zack

Um comentário a “Horizontes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s