Entrevista com Elyse Goldberg

Esta faixa roxa de Arlington, Virginia é a mulher que mais e melhor escreve sobre Jiu-Jitsu na Internet, pelo que e em homenagem a todas as mulheres da minha equipa e decidi aborda-la com as perguntinhas da praxe.

elyse e team

Podem ler o fabuloso blog desta lutadora em Gringabjj.com, onde para além de provocadoras dissertações sobre a Arte Suave podem encontrar algumas avaliações criticas aos melhores kimonos no mercado.

Vamos às perguntas:

P: O que sentiste quando ataste pela primeira vez a faixa roxa à cintura?

R: Tenho que confessar que depois do meu instrutor Jared Weiner ter colocado a faixa roxa à volta da minha cintura pela primeira vez, eu não a tirei durante várias horas. A dada altura tive que despir o kimono sujo, mas depois do duche usei a faixa pendurada nos ombros o resto do dia. Na manhã seguinte quando fui de novo ao treino e amarrei a faixa nova à cintura, parecia que estava tola, não conseguia tirar um sorriso da cara durante uma semana. Senti-me orgulhosa e achei-me capaz de alcançar qualquer desafio.

P: Tens um registo competitivo muito interessante, mas existe alguma derrota que te tenha marcado? O que aprendeste?

R: Para mim a derrota mais importante, foi a do Mundial de 2007. Era a minha primeira participação a nível internacional, levei algum tempo a digerir aquela derrota porque tinha investido muito mentalmente e financeiramente, no entanto cresci muito com a experiência em si. Depois do Mundial todas as competições parecem jogos e diversão. Agora três anos depois estou pronta para outra experiência.elyse1

P: Que conselho poderias dar a um faixa branca?

R:  No treino: O melhor Jiu Jitsu tem três características elementares, criatividade, estudo e preparação física. Eu tento repartir o meu treino em partes iguais. Como um artista aprendiz que está a começar a desenhar, ou um aprendiz de músico que está a aprender a tocar, enquanto faixa branca notarás que grande parte do teu treino versa sobre o estudo (a pratica de posições) ou sobre a parte física, e isso é OK! Mas mantêm os três elementos em mente e não te deixes frustrar. Em geral eu acho que os lutadores de Jiu Jitsu que negligenciam um dos três elementos, tornam-se limitados. Por exemplo, um lutador pode ser capaz de executar as técnicas que o instrutor lhe mostra de forma perfeita, mas na hora de rolar, ele deixa de as saber fazer funcionar por não as saber encaixar na movimentação do adversário, rolar também requer criatividade. Na competição: Sente o medo…e compete na mesma.

P:  Que conselho darias a uma mulher na sua primeira aula de Jiu Jitsu?

R: Descontrai e diverte-te, se te sentires desconfortável, diz.

———————————-

A Elyse virá a Portugal competir no Europeu de 2010

Anúncios
por Zack

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s